Sociologia Rural

  • Obrigatória
  • 04 créditos
  • 60 horas
  • 5 semanas
  • Sábados: 8:00 – 12:00 / 13:30 – 17:30

A disciplina parte da abordagem da sociologia como instrumento que permite analisar as ações que ocorrem em diferentes espaços sociais, com destaque às atividades rurais e a análise da questão agrária brasileira, priorizando as questões da região nordeste e do semiárido. Serão abordados os aspectos históricos e sociais da agricultura no Brasil; a industrialização da agricultura. A estrutura fundiária brasileira e os conflitos nas disputas pela terra. A agricultura familiar.

As populações rurais têm nas suas relações sociais, políticas e econômicas um histórico de conflitos e colaboração com os processos de modernização das sociedades. Para atender o crescimento das cidades, o mundo rural e seus agentes sociais precisaram ressignificar suas estratégias de reprodução social.  O rural passa a ser designado como espaço de vida, não apenas enquanto lócus de sua atividade econômica mais tradicional, agropecuária, e nesse aspecto as noções sociológicas de rural e urbano também necessitam ser reelaboradas com base nas mudanças sociais em curso.  Ampliar a compreensão do rural, o novo rural ou das novas ruralidades deve pautar o ensino, pesquisa e extensão nas universidades e nas suas relações com o restante da sociedade.

ABRAMOVAY, Ricardo. (1998). Paradigmas do Capitalismo Agrário em Questão. Campinas: Hucitec, Ed. UNICAMP.

CHAYANOV, A. (1985). La organizacion de la unidad economica campesina. Buenos Aires: Ed. Nueva vision.

CHEVITARESE, André. (2002). O campesinato na História. Rio de Janeiro: Ed. Relume Dumará.

MARTINS, José de Souza. (1990). Os Camponeses e a Política no Brasil. 4. ed. Petrópolis: Ed. Vozes.

WANDERLEY, M.N.B. (2009). O mundo rural como um espaço de vida. Porto Alegre: Ed. da UFRGS.

Docente Responsável

Docente Participante

Aula inaugural do PPGExR 2016

Localização no mapa:

Realização